Seguidores

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

VIRAR A OUTRA FACE?



Ralph J. Hofmann

Este fim de ano 15 cristãos nigerianos foram abatidos à bala dentro de sua igreja numa ação de ativistas islâmicos.

No decorrer de 2012 centenas de cristãos foram massacrados em vários países islâmicos e até mesmo a comunidade copta do Egito sofreu vinte e três mortes durante um protesto contra as políticas islamizantes do governo. Em 2011 bombas haviam sido lançadas contra uma igreja copta em Alexandria com mais de vinte mortes.

Os coptas do Egito estão no país desde o século I e formavam uma maioria na região entre os séculos IV e VI. Portanto não são arrivistas nem tomaram a terra de ninguém muito ao contrário, foram dizimados por conversões forçadas ao islamismo quando forças maometanas conquistaram o país no século VII.

Através do mundo islâmico as comunidades cristãs estão sofrendo ataques violentos, num “Jihad” (Guerra Santa) inspirada pelos clérigos extremistas (Há islâmicos não-extremistas, não violentos, isto é uma ressalva que fazemos questão de fazer).

Assim como o mundo e a imprensa mundial trata de ignorar as agressões a Israel e concentra-se nas ações que aquele país é obrigado a tomar para defender-se, vê-se muito pouca preocupação com a crescente atividade para eliminar os focos de cristianismo.

O cristianismo e o judaísmo são encarados como coisa ocidental européia mesmo sendo religiões que estão na região há muito mais tempo do que o surgimento de Maomé.

Não vemos movimentos para salvar refugiados cristãos dos países de seus antepassados. Apenas constatamos palavras vazias de apoio aos perseguidos. Estranhamente os eternos agressores, que nunca fizeram nada para acomodar seus irmãos palestinos em novos lares, limitando a financiar armamento para movimentos como Hamas e Hezbollah, a um custo bem superior do que uma política de reassentamento, educação e criação de atividades econômicas.

A questão que agora surge é a seguinte: O mundo, a imprensa liberal terá coragem de dizer aos coptas, aos católicos e aos protestantes de países islâmicos que devem virar a outra face? Devem ficar esperando ser tangidos para o mar? Devem deixar para traz suas casas e negócios? Devem colocar seus pescoços sobre o cepo para serem decapitados?

Serão os cristãos dos países islâmicos os novos armênios? Os armênios que se espalharam pelo mundo após um massacre de entre 250 mil e milhões de pessoas na Turquia do começo do século XX. Serão os novos “judeus errantes”* .

Durante a última década e meia a imprensa liberal tem condenado Israel por se defender. Será que finalmente quando a atitude islâmica ante os cristãos se torna abertamente cruel e hostil. Cabe lembrar que, não sempre, mas durante boa parte do califado na Espanha os Judeus e os Cristãos para viverem ali precisavam pagar pesados impostos para poderem praticar suas religiões, e podiam ser espoliados ou expulsos de uma hora para outra.

É esta a natureza do islamismo. Ele não reconhece um poder secular. Defende o que não é necessariamente uma teocracia senão uma clérigocracia (governo por clérigos). Contudo esta atitude leva ao poder ser investido em pessoas que, em termos de religião, possuem muito pouca profundidade. Agem exatamente como os cruzados, que aproveitavam uma missão de natureza religiosa para tomar o poder. Assim foi quando os otomanos foram detidos às ;portas de Viena e quando tomaram a Península Ibérica e tentaram avança pela Provença e tomar o resto da Europa.

Não se trata de cristianismo ou judaísmo versus o Islame. Trata-se do mundo moderno que precisa defender-se contra a escuridão ignorância e intolerância implícitas no Islame.



• Judeu Errante – Lenda de um judeu imortal que teria insultado Cristo na Cruz e teria sido condenado a vagar eternamente pelo mundo sem jamais encontrar um lar permanente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe squi seu recado.
Agradecemos sua visita.
esperamos ter ajudado
Envie o seu trabalho para postarmos no blog
Obrigada pela visita